sábado, 28 de janeiro de 2012

VIDA PATÉTICA

Nessa semana fiquei bipolar. Teve dia que enxerguei o céu azul, apreciei a natureza como de costume e achei uma delícia tudo o que preparei na cozinha. Em poucos minutos, senti uma louca tempestada dentro de mim, enfrentei as pessoas de modo irracional e olhei no espelho e me achei ridícula.

Nessa semana mudei de manequim. Experimentei uma calça tamanho 38 e não me serviu. Pedi a de número 40 e também não entrou. Recusei  experimentar a de número 42. Sai correndo da loja, obviamente deprimida, morrendo de vontade de comer mais ou menos dez cajuzinhos de uma vez só. Esse é de fato meu doce predileto, cheguei na Boca do Forno e não tinha mais nenhum. Fiquei feliz, pois esse era meu dia de sorte. Caco Antibes, festa sem cajuzinho, não é festa!

Nessa semana dormi com fome. Levantei de madrugada e ataquei a geladeira. Nessa semana, terminei de almoçar e ouvi barulhos esquisitos vindos do meu estômago. Era fome.
Nessa semana, durante uma busca por mobiliário no Ponteio, fiz uma pausa na Fany e comi a explendorosa torta de chocolate. Ganhei meu dia! Saí de lá tão feliz que até dei passagem no trânsito para um motorista de táxi.

Nessa semana, minhas olheiras gritaram. Passei creme corretivo e não resolveu. Passei base por cima. Não satisfeita, entupi de pó compacto. Decidi naquele momento, que deveria procurar um cirurgião plástico. No mesmo instante lembrei que meu dermatologista falou que meu caso não tinha solução. Lembrança cruel. Olhei para mim e vi que haviam vários pontos de cor bonina- acinzentado espalhados pelo meu corpo. Novamente me olhei no espelho e perguntei: Quem é essa gorda, feia e cheia de hematomas que habita o meu eu??? Só mais um detalhe: e muito chata!

Nessa semana fui ao cabeleireiro e pintei meu cabelo. Estava parecendo uma vovozinha.

Nessa semana briguei com o pintor na obra de um cliente. Ele, muito palpiteiro e eu muito mandona. Cheguei em casa e também tinha um pintor: bahiano, folgado e igualmente palpiteiro. Não deu certo, claro. Cheguei à conclusão, nessa semana, que estou com birra de pintor.

Nessa semana, chorei por causa dos desastres na tv. Chorei porque estava me sentindo cansada, impaciente, detestando tudo à minha volta. Chorei porque minha passadeira me contou uma história triste sobre perdas. Depois chorei em agradecimento pela saúde que tenho. Chorei porque tudo que tenho é valioso e sou feliz. Choro alegre e triste, feio e bonito. Chorei também porque tenho medo do futuro e tudo é muito incerto. A melancolia tomou conta de mim e tive pensamentos obscuros. 

Nessa semana, a garota do tempo do Jornal Nacional, anunciou a tal zona de convergência do Atlântico Sul e pude ter a lucidez que era isso que estava acontecendo comigo, popularmente conhecida como TPM.
Sinto que passei por coisas terríveis em minha vida nessa semana. E hoje acordei e percebi que algumas de fato aconteceram.

14 comentários:

Tina disse...

Tantas outras boas devem ter acontecido com vc e a sua volta, mas seus olhos cansados não puderam ver.

“Quando um sorriso começa a morar no nosso olhar, parece mágica: um monte de coisas, às vezes até sisudas, começam a sorrir pra gente, de repente.”
Ana Jácomo

Um fds sorridente pra vc :)

Ellen Caliseo disse...

Oiii
Infelizmente faz parte esses momentos 'barra pesada' que passamos...pq passamos a valorizar os momentos mágicos que estão por vir..Fique com Deus..Ele está junto a vc sempre (mesmo na TPM) rsrsr..
Amo seus textos..vc fala com o coração..me identifico muito!!
Lindo fds
Grande bj!!

Káh Lima Romão disse...

Oi Zi,

Adorei o post, quase chorei com você!!!
Me vi em várias situações!!!

Bjs.

Albuq disse...

Tenho semanas assim Zi, e o que mais odeio quando estou assim, é que fico procurando respostas. bjsss

✿ chica disse...

rssssssssssss...Há dias e semanas onde tuuuuuuuuuuudo acontece!!! beijos,chica

SHEYLA - DMULHERES disse...

Há semanas , dias que todas nós sentimos assim, que tudo acontece e só com a gente! Ainda bem que é passageiro. É claro que o sol vai brilhar amanhã.
Assim, espero que tenhas uma semana linda, bjos

Anônimo disse...

não fique assim...
tudo é uma questão de hormônio, qdo estou assim procuro ficar quieta e não tomo nenhuma decisão....isso passa, vc é uma moça linda, seus trabalhos são maravilhosos assim como seus valores. Não estressa q passa...rsrsr

beijos

Maysa disse...

Eta semana agitada, rs!
Só a chuvinha no fds para acalmar vc!
Zi; Bjs doces e tenha um lindo sabado!

Eva disse...

Oi Zi, você falou por todas mulheres, essa revolução de hormônios nos faz enxergar o mundo com lupa, tudo se agranda, que bom que passou, respira e continua... adorei o texto, bjinhos.

Anabela Jardim disse...

Nossa que texto bacana! Relatos pessoais e questionamentos do seu "eu", mas foi feito de uma forma gostosa de se ler.
bom, após a leitura entendi que eu também tenho estado bipolar, não sei se TPM, depressão climática ou algo que talvez não tenha percebido ainda...

Angela Bergamaschi disse...

nossa Zi, ja tive vontade de matar meu marido em uma semana como essa, ainda bem que passou essa minha fase,mas olha...que horror a gente fica, sentia a "força escura " igual da jornada nas estrelas em meu pequeno ser...ai...bjos e boa semana...

Aleatoriamente disse...

Zi, primeiro deixa eu te dizer: amei teu blog.
Depois comecei a ler e nossa! Você escreve mesmo com vontade.
Fiquei solidária a ti rsrsrs.
Sou assim também, meu cantinho é um diário, extravaso mesmo rsrsrs.
Bom vir aqui.

Beijinho e obrigada pela visita.

Compartilhando Sentidos disse...

Oi Zi, valeu a visitinha. Vim retribuir e me surpreendi com tanta qualidade.
Já me instalei por aqui (seguindo)Espero você por lá!

Até breve.

http://compartilhandosentidos.blogspot.com/

Cris disse...

Acho que a Zona de Convergência do Atlântico Sul me pegou também. Acredita que aconteceu a mesma coisa comigo experimentando uma calça?