segunda-feira, 25 de junho de 2012

PARA REFLETIR


Nós bebemos demais, gastamos sem critérios. Dirigimos 
rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, 
acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV 
demais e raramente estamos com Deus. 

Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores. 

Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos 
freqüentemente. 

Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos 
à nossa vida e não vida aos nossos anos. 

Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a 
rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas 
não o nosso próprio. 

Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores. 

Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, 
mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos 
menos; planejamos mais, mas realizamos menos. 

Aprendemos a nos apressar e não, a esperar. 

Construímos mais computadores para armazenar mais 
informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos 
comunicamos cada vez menos. 

Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; 
do homem grande, de caráter pequeno; lucros acentuados e 
relações vazias. 

Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas 
chiques e lares despedaçados. 

Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral 
descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das 
pílulas 'mágicas'. 

Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na 
dispensa. 

Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te 
permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar 
'delete'. 

Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas 
não estarão aqui para sempre. 

Lembre-se dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, 
pois não lhe custa um centavo sequer. 

Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira(o) 
e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame... 
se ame muito. 

Um beijo e um abraço curam a dor, 
quando vêm de lá de dentro. 

Por isso, valorize sua familia e as pessoas que estão ao 
seu lado, sempre.




Recebi essa mensagem por email e não conheço o autor. Se alguém souber, me informe!

8 comentários:

Carol disse...

Ano passado analisei minha vida, minhas relações, por mais que eu sempre tenha tratado meu pai com carinho, não lembrava de quando disse que o amava. Me achei tão ridícula de não conseguir ligar só pra dizer "papai, eu te amo", mas mandei mensagem via celular e logo recebi a resposta de que "o papai também te ama muito". Acho que ficamos tanto tempo sem nos expressarmos que ficou um pouco difícil. Ainda não abracei e disse pessoalmente para meu pai o quanto ele é importante e amado. Eu que sou tão fácil de conversar, de sorrir e dar risadas bem como meu pai, sou toda ele, mas realmente estou em falta. Papai mora em outra cidade, aqui pertinho, vou dar um jeito de abraçá-lo e dizer que o amo, assim como faço com todas as outras pessoas de minha família e até alguns amigos.
Seu post mexeu exatamente onde tanto me incomoda e vou dar um jeito de reparar meu erro.
Tenha uma ótima semana.
Beijos

Ellen Caliseo disse...

É definitivamente não temos o ' tempo' a nosso favor..hj estamos aqui e amanhã?? Só Deus sabe...
Por isso não devemos deixar nada para depois..e devemos agradecer sempre mesmo pelos dias ruins..pq provalmente 'merecemos' ele também..temos que ficar espertos que há a lei do retorno..'td o que vai, volta' e volta beem mais forte..
Uma linda semana!
Bjs!

Albuq disse...

Texto lindo e verdadeiro. Adorei! bjsss

Lets disse...

É sempre bom lembrar o que realmente importa em nossas vidas.
Belo texto pra começar a semana!

Beijos e ótima semana pra você, Zi!

Lets

Angela Bergamaschi disse...

linda mensagem , na verdade é nossa realidade, infelizmente,mas ainda bem que nem todos são assim, ainda ha esperança...bjos

Teto Doce disse...

Que lindo Zi, amei!!! Pura verdade!!!

Bjus, vou repassar.

botão de chocolate disse...

Que texto incrível acho que cabe para todos,no mundo de hoje é muito raro encontrar alguém que viva de forma diferente a essa loucura.Na verdade esse texto é uma oração para ser feita todos os dias buscando sentir e passar a vive-lá .Adorei ,abraços Lu

paloma disse...

Roziane, lindo texto e linda casa, amei! Vou passar sempre por aqui para te visitar, vc escreve muito bem! Bjs