domingo, 9 de setembro de 2012

viZInhança

Os paulistas invadiram nossa praia e no meio do mar de montanhas, abriram a casa e nos receberam de braços abertos. Essa calorosa acolhida permitiu um olhar investigativo para o simples. A simplicidade de sentar ao redor de uma boa mesa mineira, grande, com cheiro de madeira e permitir risadas, conversas e nada de silêncio. As confissões, os segredos foram revelados aos poucos, enquanto as bolinhas do espumante faziam cócegas no nosso nariz. Brindando esse encontro, essa mesmas bolinhas permitiram empurrar a mesa e dançar enquanto o sol, despedia-se no horizonte. É casa de verdade! Podemos dançar! Foi necessário usar óculos de sol, mas o que é uma praia sem esse fabuloso acessório?

E sem ver o tempo passar, a música tocada no violão, como em nos rituais de antiga moda de viola, deixou aflorar as emoções com a melodia que verdadeiramente toca em nossa vida. Quase que como uma capela, estava afinada com a memória afetiva. A cantiga cedeu espaço para o choro de uma lágrima só. 
Só entre amigos que esses mistérios são revelados. Somente entre amigos que permitimos esvaziar nossos copos e enchê-los novamente com o que efetivamente interessa. Enchemos de descobertas, sonhos, magias e encantamento por estarmos ali, despidos de vaidades e cheios que vontades para que dias como esses demorem para passar. A felicidade também mora nesses detalhes e vem embrulhada em uma caixa bonita e lindamente enfeitada com laços e fitas de cetim. Pode ser vermelha, azul ou amarela. Pode ser da maneira e da cor que preferir.

Lá nessa casa, com jeito de casa, vi um lar. Lar de verdade. Vi que esses paulistas estão aprendendo o minerês e que a palavra arreda, já faz parte do vocabulário. Vi queijo de minas, polenta e claro, não poderia faltar o legítimo pão de queijo. Cada um com sua contribuição.Vi o fogão à lenha posicionado no centro da cozinha, vi a mesa grande que também acolhe e conforta e vi também um piano e uma bateria ocupando o centro da sala. Música para os olhos, música para a alma. Tocada por essas sutilezas, vi dentre tantas outras coisas, da janela do quarto,o amanhecer por trás das montanhas, agora sem óculos de sol e sim com a visão do coração de quem estava feliz por viver tanta coisa boa!

À todos vocês, amigos queridos, o meu muito obrigada!






14 comentários:

✿ chica disse...

Lindo estar num lugar assim, casa, se sentir bem, né? Valeu!Lindas fotos!beijos,ótima semana!chica

Bia Jubiart disse...

Vi muito coisa linda!
A Vi me fez passear no tempo!

Texto lindo! Bonita forma de agradecer! Sempre digo que ser simples hoje não é fácil...

Tenha uma semana iluminada!

Beijoooooooooo

Cris e Nai disse...

Vizinhança boa essa Zi, lindas imagens!

Carol disse...

Andou passeando ou está com novos vizinhos?

Maria Célia disse...

Oi Zi
Como sempre texto primoroso.
As fotos ficaram muito bonitas.
Beijo

Zi disse...

Ei Carol! fui passear aqui perto! beijos!

Imac by Artes disse...

Querida amiga!
Narrastes com tanta verdade e beleza a hospitalidade mineira...que emocionei-me! Tem coisa melhor que ser acolhida dessa maneira?
Abraços e uma semana abençoada pra ti.

Ellen Caliseo disse...

Oii..
Que delicia..viajei nas suas palavras...Minas me encanta,foi o melhor lugar em que morei,receptividade sem igual..
Lindas imagens..
Uma linda semana..
Bjs!

Tina Bau Couto disse...

Mineirices, bainaices, afetuosises, belezas e sábias palavras, reflexões e reflexos por ai, por aqui e por td canto \o/

Madrepérola disse...

Que post mais lindo!! Mostrando todo o amor ao regionalismo!!!

Amei muito!

Silvia disse...

Sarau, amigos, champagne, nascer do sol... bom demais, hein, Zi?!...

ruma disse...

Hello, Zi.

 Your sweet message and works charms my heart.

 I thank for your usual and hearty support.
 The prayer for all peace.

Have a good week-end. From Japan, ruma❃

casa de fifia disse...

QUE BOM ESSE CLIMA DE CUMPLICIDADE,DE AMIZADE,
è ESSES MOMENTOS QUE FAZER VALER A VIDA.
BOM FIM DE SEMANA

BACI

Dani Moura disse...

Lindo texto...
Lindas imagens!
Adorei!
bjus