sábado, 24 de novembro de 2012

JUNTANDO AS COISAS

E novamente me vejo retirando do armário, roupas que já não me pertencem mais. Roupas que podem vestir outras pessoas. Algumas delas, aquelas que mais amei nos últimos anos, me pediram para serem doadas. Acho que enjoaram do meu corpo. Aproveitei para fazer a sessão do desapego. Outras ainda com etiquetas, me deram o recado que não adianta insistir em um estilo que não é o meu. Outras, aquelas que tenho certeza que não usarei nos próximos dias, foram para a caixa grande de papelão e embaladas, serão organizadas em outro armário.

Com os sapatos, os mesmos quesitos aplicados: aqueles bem velhinhos, serão doados. Somente aqueles em bom estado. Esses podem levar outras pessoas a outros lugares. Aqueles insistentes em apenas ocupar espaço em um armário apertado, também calçarão outros pés. E juntam-se a essa caixa, aqueles que simplesmente não tem nada a ver.

Lá no alçapão tem muita coisa guardada: tem louças ainda embaladas, enfeites de natal, um papai noel grande, enceradeira, 50m² de taco, duas churrasqueiras, dentre outras coisas que temos manias de acumular. É o lugar de maior faxina. Mas tudo tem destino e o que não serve mais para mim, pode ser o número certo de outra pessoa. E isso é o que eu gosto muito de falar para os meus clientes: o mundo já está cheio de coisas como móveis, utensílios, adornos. Vamos aproveitar o que é bom. Repaginar, dar uma cara nova. É muito fácil comprar tudo novo e ficar com cara de show room de loja. Casa tem que ter personalidade, senão é uma casa sem graça, sem charme, impessoal, onde qualquer pessoa pode morar.

Os livros e as revistas espalhadas pela casa, estão sofrendo com o desapego. Só separei para o lixo da sexta feira que é o dia do caminhão da reciclagem, as revistas que não tem nada a ver. Tipo editorial de moda de três anos atrás, revista semanal com notícia velha, quer dizer, muito velha. O restante, não consegui. Seguem comigo.

O lugar preferido da casa também precisa ser reciclado. A cozinha tem um jogo de panelas que detesto. Cozinheira que sou, gosto de cozinhar só nas panelas que me satisfazem. O gosto da comida muda como por exemplo o modo como aquece e atinge a temperatura ideal. Pronto, fiz o desapego também com aquelas panelas que só serviam para ocupar espaço debaixo do vão da minha bancada. A cortina xadrez não precisa mais esconder uma bagunça indomável.

No meu quintal, nada a declarar! Nada para reciclar. Minhas plantas tem o toque das minhas mãos, tem minha alma. E elas respondem com delicadeza, com o perfume das flores pela manhã, com um broto verde germinando. Cresceram comigo e estão em terras férteis.

O meu mundo segue comigo.


19 comentários:

lena disse...

OLá Zi.
Também já fiz uma boa parte das minhas arrumações desse género. Muito desapego mesmo mas acho que nos faz bem esse tipo de "limpeza" é uma forma de querer renovar.
Beijinhos grandes.

Mariana disse...

Nossa, que texto bonito, rs... E cheio de verdades! Sempre que tento começar a fazer uma limpeza, seja no guarda-roupa, seja nos sapatos, sempre acabo me desfazendo de poucas coisas, pois a maioria é nova, só não é o meu estilo. Mas já está decidido, quando voltar ao Brasil vou fazer como você, parar de insistir em o que não tem nada haver, e doar para outra pessoa que pode amar e usar! Você está certíssima! Coisa estranha, né? A gente tende a acumular coisas... Temos que praticar o desapego. Beijos!!!

Alfa & Ômega disse...

Mas você, Zi, é chique demais para escrever! Que gostoso ler tim-tim por
tim-tim! O desapego é um senhora virtude e o apego é quase doença! Grande abraço e fim de semana! Beijos!

Maria Célia disse...

Olá Zi
Como sempre seus textos são primorosos, deliciosos, um encanto.
Desapego é minha palavra de ordem, há muitos anos eu pratico este ato, é muito bom.
Beijo

Anabela Jardim disse...

Que texto legal! O desapego é necessário mesmo.

Uma parte de mim disse...

Lindo texto!
Por aqui vivo sempre desapegando de tudo, renovando as energias.Alguns dias atrás fiz essa limpeza no quarto dos meninos, tirando brinquedos e roupas.O ar fica mais leve, o quarto mais claro incrivel! bjooo

Zuleide Felisberto disse...

como sempre voce abalou no texto! eu costumo fazer isso no inicio ano , que é onde eu tenho mais tempo, janeiro p/ mim a ordem é mexer, tirar o que não uso e doar tb...bj

Ana Matusita disse...

Oi Zi! também ando num momento de renovação e desapego, quase desesperado. Acho que é uma tentativa de deixar pra trás um 2012 meio pesado demais.
O legal é que a casa agradece, né?
Parece até que se respira melhor.
Beijo, bom domingo,
Ana

Ellen Caliseo disse...

Oii..

Renovar é preciso..o que é velho e sem uso para nós certamente será alegria de outros.
Aqui sempre fazemos isso.. a cada 6 meses..faço uma limpa nas coisinhas dos pequenos..e mês passado fiz no meu..me desapeguei legal..e resultou em 2 sacos pretos enormes..só ficou o que realmente uso.
Adorei seu texto..
Lindo domingo e semaninha.
Bj

✿ chica disse...

Essas arrumações e mexidas ,doações são sempre necessárias e nos preparam para o Natal e um novo ano! beijos,lindo dia e semana!chica

Carol Carneiro disse...

Ei, Zi! Bacana sua atitudee, parabéns! Também faço isso todos os anos...nos sentimos bem em liberar coisas que não mais usamos e ao mesmo tempo ajudando outras pessoas que precisam mais do que eu. Vou voltar aí para Buritis e na mudança.....aahhh, vou lavar minha alma...e meu armário tbm..rsrrs...Já estou com algumas roupas muito boas de uma amiga que me deu para eu doar e estou pensando quem vou ajudar desta vez!
Bem, é isso! bjs: Carol Carneiro

Rogerio Rinaldi disse...

Adoramos o seu post,maravilhoso.
Desejamos você amiga uma ótima semana.
Bijos da Glorinha.
Recomendamos seu blog no G+1
http://sbrincos.blogspot.com.br

Betty Gaeta disse...

Oi Zi,
Estou precisando tomar coragem e fazer isto na minha casa tb. Renova o espírito da casa!
Beijos 1000, tenha uma ótima semana.

GOSTO DISTO!

Carolina Lima disse...

Zi,
gosto desse ritual de passar para frente aquilo que não serve mais para mim. Abrir caminhos para que coisas novas seguem. Renovar energias.

Uma boa semana!

Abraços,
Carol
www.umblogsimples.com

Cris disse...

Zi:

Eu também sempre faço isso: retiro do armário tudo que está em bom estado e não vamos usar mais! Para que guardar coisas inúteis para nós e úteis para outros, não é mesmo?

Bjs,

Cris

Nina disse...

E faz mt bem dar essa arrumada mesmo, Zizinha :-) Revistas tao velhas assim? ninguém merece, vai... agora o teu jardim é um amor total, tua cozinha tbm. Se desfaca so das panelas que nao te agradam, ta bom?!

Beijao!

Patricia Merella disse...

Olá Zi
Eu faço estas limpezas sempre que tenho tempo por toda casa.
Me sinto sempre mas leve quando
me desapego.Lindo final de semana querida,bjkas

António Jesus Batalha disse...

Estou a visitar alguns blogs, e tive o privilégio de encontrar o seu, vi na pagina inicial o que escreveu, e como gostei folheei mais algumas páginas e fiquei maravilhado pelo que vi e li.
Dou-lhe os parabéns, mas queria deixar um apelo continue assim dando sempre o melhor, boas mensagens, bons temas. Gosto de escrever, mas também gosto de ler bons temas, por isso é que parei aqui.
Meu nome é: António Batalha.
Sou um servo de Deus,e deixo aqui a minha bênção,que haja paz,amor na sua vida, muita saúde e felicidade.
PS. Se desejar seguir meu blog faça-o de forma a que eu possa seguir o seu blog também.

Executiva de Panela disse...

Zi, não estou por aqui com a frequencia que gostaria; tampouco tenho a oportunidade de comentar com as palavras que deveria, mas que fique registrado: seu blog é leveza. Saboreio os textos, contemplo as fotos e... levito, flutuo neste espaço intermediário entre Céu e Terra. Parabéns! Feliz 2013!