quarta-feira, 31 de outubro de 2012

terça-feira, 30 de outubro de 2012

CASA DE VALENTINA

Ei gente!
a Casa da Zi foi visitar a CASA DE VALENTINA!
Confiram a matéria aqui!

Obrigada meninas, pelo carinho!

sábado, 20 de outubro de 2012

O DIVINO ESTÁ AQUI!




E foi entregue das mãos da querida Thereza, essa nova amiga que vai frequentar minha vida por muitos anos ainda. (Thê, inspirada em você, aprendo a cada dia. Aprendi que água perfumada mata a sede com mise-en-scéne).
É o Divino Espirito Santo, abençoando meu lar, estampado com cores que mais gosto, aquelas quentes, no penduricalho da cor favorita: o amarelo quindim!
 
Mas aqui pra nós, divino mesmo é reunir a Confraria do Fuxico, montar a mesa do jantar com graça, fingir que é chique por algumas horas, brindar o encontro regado com muito espumante iluminado por velas. É inaugurar o avental colorido, cada uma com seu fuxico, misura de cores fabulosas, mágicas, fazendo de nós, simples mulheres, cozinheiras gourmet. Nesse momento, somos as Ninas da teledramaturgia.
 
Divino é sair pelas ruas do bairro, cumprimemtar as pessoas pelo nome, saber sobre as novidades de moda na Loja Criativa; falar de longe, praticamente aos berros, com o Léo que mais tarde passo para beber uma cerveja gelada, mas tem que ser antes da novela. Hoje Léo, tenho que ir embora até 21:00, tenho compromisso! Divino é saber que o marido frequenta o Bar do Gilmar, aquele debaixo do Super Nosso, e que lá também tem gente legal. É passar lá na porta e saber que posso cumprimentar gente como a gente.
 
Divino é querer voltar para casa correndo na manhã de sábado, porque mais tarde vamos reunir amigos para bater papo, jogar conversa fora mesmo, sem pretensões, sem ego cheio de si.
É deixar os homens prepararem o churrasco, deixar que eles bebam sua cervejinha com dignidade enquanto falam o nada útil. Enquanto nós, comemos frango assado com as mãos e nos dias de verão, apreciamos essa iguaria com espumante. Nesse dia, somos as Super - Divinas!
É ter passado pela Socila e mesmo assim, confundir os talheres e taças na hora de montar a mesa. É ser desobediente com as regras de etiqueta.
 
Divino, maravilhoso e encantador é ter a casa cheia de gente feliz, fazer planos, mensurar e ver que alguns deles não cabem no nosso bolso. Ainda bem que os sonhos não envelhecem.
É trabalhar mais um pouco, vencer a batalha do dia a dia para conquistar um tiquinho a cada dia. O desejo é uma forma fabulosa de nos fazer feliz. É a resposta gloriosa da satisfação de uma conquista. (Na verdade acho que deve ser ruim nascer em berço de ouro).
 
O meu Divino não está aqui por acaso. Abençoa que entra e quem sai. Dependurado na porta de entrada, está sempre pronto para voar.
 
Ele veio para iluminar meu divino lar.