domingo, 10 de março de 2013

Quaresmeiras

As ruas vestiram- se de flores. Frondosas, as quaresmeiras despontam magicamente a primeira florada vestida de branco, passa posteriormente por um rosa da cor -do -tom -da -Suvinil- Manacá-da-serra, até despertar um roxo cristão. Um presente para os olhos, um brinde à natureza. Conhecida por florescer nesse período da Quaresma, também coleciona nessa magia a mesma cor litúrgica da Páscoa.

A notícia chegou de surpresa. O Papa preferiu se calar e sugeriu outros rumos para a Igreja. Descontente e não convincente com essa instituição, também preferiu vestir de outras cores. O branco puro já não fazia mais sentido. Assim como as quaresmeiras, essa igreja precisa de solo fértil, profundo e irrigado regularmente. A beleza das flores precisa apenas de um trato simples.
A cor das novas roupas de Bento XVI continuará a ser branca, porém mais simples, discreto e recluso.

Em tom suave, ouço uma voz familiar, dessas que mesmo de olhos em fechados, reconheço desde a minha infância, pelo tom de melancolia. Boa notícia, sei que não é! Ainda menina, Gostava de ver essa profissional, de cabelos sempre longos através da televisão dar a notícia do dia. (Gosto até hoje!) Seu tom, como uma sinfonia anunciava a notícia que ninguém queria ouvir. Pausada, sem pressa, Ilze Scamparini, a correspondente quase italiana, desperta em mim, um pouco de tristeza, mas tristeza que gosto de sentir. Sua voz parece o pedido de uma pausa, uma reticência, uma reflexão. Enviada para o Mundo Velho, as notícias chegam depressa demais, com fala mansa mesclada entre uma respiração e outra.

E é assim que me vejo nesse período: abraçada por uma melancolia silenciosa. Os pensamentos que não são poucos, também me fizeram recolher. Aos domingos, as palavras do Padre Alexandre são imensamente bem vindas, é a hora exata onde a emoção toma conta de mim.
Tal qual a jornalista famosa, estou vivendo essa reticências e até aprendendo a respirar entre uma fala e outra.

3 comentários:

✿ chica disse...

Esse período é de espera, deveremos ver as novidades essa semana. beijos,chica

Sheila Mendes disse...

Ainda não tinha reparado nas quaresmeiras. Creio que minha vida corrida, meu codiano e meu trabalho às vezes me impedem de reparar em muitas coisas.
Às vezes não reparo nem no que está acontecendo no mundo, como estas mudanças que estão por vir.
Acho que preciso de férias. Urgente!!! rsrsr.
Bjos.

Maria Célia disse...

Olá Zi
Belas e sábias palavras, aliás como tudo que você escreve, tem uma beleza simples e verdadeira.
Beijo