terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Doce Dezembro



Já estou no clima da wish list do ano que vem. Sim, doce novembro já está nos últimos dias e está dada a largada para o mês das festas, celebrações, encontros. Dezembro também pode ser traduzido no mês dos desejos, agradecimentos, fartura, tudo embalado em doses de emoções, risos, lágrimas e promessas de dias melhores.

Novembro, você não acha que não seria melhor doce dezembro ?

Primeiro item de desejo do ano que vem: batedeira! Prometo tentar tornar-me um boa confeiteira, ou pelo menos, uma confeiteira na medida certa. Sou desesperada, ansiosa e com zero habilidade para a leveza que os doces merecem. Mas mesmo assim, prometo testar novas receitas, novos desafios. Novas fórmulas, novos tempos e até mais pausas na respiração. Doces tem um timer diferente.

Tenho boa vontade com o preparo do alimento de uma forma geral. Tento ser boa cozinheira, mas preciso descobrir novos sabores, aventurar em mares desconhecidos. Afinal, os doces também precisam de uma pitada de sal ou gotas ácidas do limão para o equilibrar o sabor. Bom, pelo menos isso eu já sei. Por favor, nada de melados!

Doces, fazem bem à alma, alegram os olhos, desequilibram a dieta e são o remédio imediato para os dias de TPM. Doces despertam para uma vida com mais cor. Nesse momento, são só alegria! Ah, os doces também incentivam um dia seguinte com muito spinning e a promessa de comer menos da metade da próxima vez. É docinho, você também mente para você mesmo! Quem nunca?
Doces despertam a imaginação, combina sabores, testa emoções. Doce seduz, encanta, apaixona. Doce finaliza. Doce deixa vontade.

Os doces precisam de um tempo, dedicação, leveza e dosagem certa de sabores que se interligam, fundem no encantado mundo da patisserie. Doce é química, pura magia!

Já escrevi que lar feliz tem bolo quentinho saindo do forno. Casa de verdade tem personalidade, alquimia. Quero variar os sabores. Já posso pedir um de cada?

Batedeira, sua linda, você é mais que um utensílio, é uma proposta de poder fazer novos sabores, encantar-me por outros tempos, aromas , especiarias antes não vividas.  Você é uma mudança de vida. E que seja doce!



domingo, 22 de novembro de 2015

Como um dia de domingo



Domingo é dia de acordar cedo, ( sim, acordo cedo também aos domingos, ainda não aprendi a dormir até mais tarde)  e tomar um café da cafeteira Três e correr para não perder o horário da missa das 8:45. Hoje, não deu tempo de tomar um café longo, demorado delicioso como nos filmes. Quem sabe domingo que vem?

Domingo é dia de ouvir que a compaixão também é saber e entender o tempo do outro e que somos pessoas diferentes com tempo diferentes e entendimento também diferentes. Ter compaixão também é uma forma de amar e entender que a travessia é árdua para todos nós. Essa compreensão do próximo também nos faz melhor. Domingo é dia de ouvir essas palavras do Padre Alexandre e tentar reproduzir para os outros dias da semana com sabedoria. É dia de saber que na semana que vem, no outro domingo, vamos ouvir outras lindas palavras porque ainda não temos a sabedoria de saber aplicar inteiramente e integralmente todos os dias de nossa vida. Domingo é dia da prece da oração e do perdão e da compaixão.

Domingo é dia do almoço demorado. É pensar no cardápio com seriedade de uma pessoa feliz. É dia de saborear  a sobremesa e ter a certeza dos dias melhores.
Domingo é dia do cozimento lento, dos aromas apurados , da fun kitchen , do vinho Malbec para os dias de outono ou da cerveja artesanal dos dias de verão. Domingo é dia certeza da soneca do meio da tarde e acordar com a felicidade que temos a noite inteira ainda pela frente.

Domingo é dia de torcer para o time campeão e torcer ainda mais para depois do futebol exibir no telecine A culpa é das Estrelas e chorar pelas mesmas cenas  e depois logo em seguida Simplesmente Complicado e morrer de rir com os mesmos diálogos! Domingo é dia de torcer para que esses filmes não passem no mesmo horário. Domingo também pode ter injustiça como essa. Telecine por favor, nunca mais exiba esses dois filmes ao mesmo tempo! Combinado? Afinal, nem todo domingo é perfeito!
E se não passar esses filmes, ( em sequência de preferência) não faz mal, domingo é dia de assistir no DVD mais uma sequência de Dowton Abbey, série com história, diálogo, emoção e poesia. Até hoje não entendi porque mão nasci nessa época?! Por favor, preste atenção em todos os diálogos, casa frase tem um sentido.

Domingo é dia de ir pra cama mais cedo, afinal, o dia foi intenso e o soninho já chegou. Domingo é dia de desejar um semana melhor, ser uma pessoa melhor e ter a certeza que Deus está sempre no caminho.

Já vou desejar boa noite, meu domingo terminou! Até domingo que vem!